Cadeira De Aço – Zé Neto e Cristiano – Letra e Musica

33

Sobraram as marcas das brigas da separação
Ficaram os cacos de vidro e as flores no chão
Se eu tivesse abaixado a voz
Talvez hoje seríamos nós

Um mês e quatro dias tentando
E ela nada de me atender
Outras bocas fui desencanando
Coração quase parou de tanto sofrer
Meu refúgio foi mesa de bar pra tentar te esquecer

Sentado numa cadeira de aço enferrujada e bebendo
Cada copo americano enganava o meu sofrimento
Achei que eu tivesse esquecido a danada naquela hora
Até ver o seu nome escrito na lata de coca cola

E numa cadeira de aço enferrujada e bebendo
Cada copo americano enganava o meu sofrimento
Achei que eu tivesse esquecido a danada naquela hora
Até ver o seu nome escrito na lata de coca cola



Aiaiai aiaiai deu uma saudade dela agora
Aiaiai aiaiai garçom joga essa lata fora!

Um mês e quatro dias tentando
E ela nada de me atender
Outras bocas fui desencanando
Coração quase parou de tanto sofrer
Meu refúgio foi mesa de bar pra tentar te esquecer

Sentado numa cadeira de aço enferrujada e bebendo
Cada copo americano enganava o meu sofrimento
Achei que eu tivesse esquecido a danada naquela hora
Até ver o seu nome escrito na lata de coca cola

E numa cadeira de aço enferrujada e bebendo
Cada copo americano enganava o meu sofrimento
Achei que eu tivesse esquecido a danada naquela hora
Até ver o seu nome escrito na lata de coca cola

Aiaiai aiaiai deu uma saudade dela agora
Aiaiai aiaiai garçom joga essa lata fora!

Aiaiai aiaiai deu uma saudade dela agora
Aiaiai aiaiai garçom joga essa lata fora!