Glorioso (Letra) – Liz Lanne

36

MUSICA
Glorioso (Letra) – Liz Lanne

Luzes saem no meio da escuridão
Uma palavra faz surgir o mundo do nada
Firmou o sol no espaço, construiu as estrelas
Ergueu as montanhas e pôs limites no mar

Glorioso Deus, quem conta os Teus dias?
Tua é a força, Teu é o Poder
Andas sobre a Terra, voas pelo ar
Ninguém Te encerra ou pode aprisionar

Tu és Santo, Tu és Santo
Andas sobre a Terra, voas pelo ar
Ninguém Te encerra ou pode aprisionar

Luzes saem no meio da escuridão
Uma palavra faz surgir o mundo do nada
Firmou o sol no espaço, construiu as estrelas
Ergueu as montanhas e pôs limites no mar



Glorioso Deus, quem conta os Teus dias?
Tua é a força, Teu é o Poder
Andas sobre a Terra, voas pelo ar
Ninguém Te encerra ou pode aprisionar

Tu és Santo, Tu és Santo
Andas sobre a Terra, voas pelo ar
Ninguém Te encerra ou pode aprisionar

Ele se move mais rápido que o tempo
A espada não O fere
Inimigos não O fazem fugir
Sua sabedoria não se encontra em tratados
Seu conhecimento, ainda nem chegamos perto de entender

Luzes saem no meio da escuridão
Uma palavra faz surgir o mundo do nada
Firmou o sol no espaço, construiu as estrelas
Ergueu as montanhas e pôs limites no mar

Glorioso Deus, quem conta os Teus dias?
Tua é a força, Teu é o Poder
Andas sobre a Terra, voas pelo ar
Ninguém Te encerra ou pode aprisionar

Tu és Santo, Tu és Santo
Andas sobre a Terra, voas pelo ar
Ninguém Te encerra ou pode aprisionar

Ele se move mais rápido que o tempo
A espada não O fere
Inimigos não O fazem fugir
Sua sabedoria não se encontra em tratados
Seu conhecimento, ainda nem chegamos perto de entender