Dimensões – WR.

37



Passa o tempo as coisas mudam O ciclo com o vento,
vejo o futuro além do novo tempo
Lembro quando eu ficava com os manos Eu e o Filipe o Raphael, e meus parceiros bquianos
as que estações da vida / outras diretrizes Eu posso mudar, não perco minhas as raizes
Eu vim da favela , do meio do movimento com a visão de chefe , de empreendimento
Entre os becos da minha area, e ruas sem saída Na minha quebrada é um bico em cada esquina
Atividade no setor , Nos caras de bota fazer o bem sem olhar a quem , o que vai volta
cadelas selvagens, 18k em busca do ouro eu sou Anunaki
Eu tenho plano, em outra dimensão, eu tenho uma nave
contido nas estrelas, achei a numerologia , o segredo do ritmo e da poesia
No corre do bem, Na pureza sem vida problemática , a meta é dinheiro no caixa
Coisas que eu não desprezo, um raxa , o tabaco de filtro amarelo
das piranhas eu desapego , um pente , um lance , na noite e tá certo
Nos degraus da vida que eu subi, dificuldade me tornou mais forte no dia a dia
O meu time, forte na correria / a rua cobra, quem age na judaria
Então bota cara, mostra quem és e que não deixa falha
Seu ego de merda não te leva nada, eu te boto na linha ou na vala
Sempre agi com respeito assim que eu aprendi Na favela a humildade eu absorvi ,
A cabeça feita mesmo assim, rola , eu vo da um trago
Pequenas letras se transformam em grandes salários
Passa nada, passa o tempo as coisas mudam, o ciclo, o vento
Num despertar vejo o futuro acontecendo
Peço a Deus que me ajude e proteja a minha família
E também olhe pelos meus irmãos que estão na correria
Parte do meu cérebro / esta ligado ao lado espiritual Outra parte dele / interagindo com o lado material
Eu tenho anjos 2 demônios / eu tenho sonhos, eu tenho planos
O ocultismo vou decifrando, as minhas metas vou alcançando.